Thursday, December 6, 2007

carta aberta ao sr washington olivetto


prezado sr. Olivetto,

na semana passada uma frase atribuída ao Sr foi veiculada em todos os grandes jornais do Brasil. Nela, o Sr dizia que se o Corinthians caísse, o campeonato brasileiro é que seria rebaixado.

por mais respeito que eu tenha por alguém que já criou tantos slogans e imagens marcantes na publicidade brasileira, desta vez o Sr está redondamente errado e chega a ser enganosa essa propaganda. O campeonato brasileiro de 2008 não vai sentir a falta do Corinthians, como não sentiu a falta do Palmeiras, do Botafogo, do Grêmio e nem do meu Glorioso Atlético Mineiro.

todos sentimos na carne a dor do rebaixamento. Sentimos também um outro medo, muito maior: o medo de nunca mais voltar. Esse medo indizível que só desaparece quando o time está efetivamente classificado para voltar a elite.


na verdade, como uma ducha e água fria reativa a circulação, o rebaixamento pode reativar o Corinthians como reativou o Palmeiras, o Botafogo, o Grêmio e o Galo. Não sou especialista nos três primeiros mas posso dizer com convicção que o rebaixamento reaproximou o Galo de sua fantástica torcida da qual eu tenho orgulho de pertencer. E acho que nunca me senti mais atleticano do que durante a série B de 2006. Nas palavras de um amigo também alvinegro, “se soubéssemos que a série B era tão boa devíamos ter caído muito antes”.

espero sinceramente que o Corinthians aprenda algumas lições na serie B, jogando em Fortaleza, Natal, Maceió, Criciúma, Belém e outros estádios onde a paixão não é menos intensa que no Pacaembu e nem a torcida é menos fiel.

mas é compreensível que na véspera da tragédia o Sr tenha perdido a cabeça e cego de paixão tenha sugerido que o campeonato se rebaixa. Não Sr Olivetto, o Corinthians caiu sozinho, por seus próprios erros, e o campeonato segue sua vida normal. E junto com o Corinthians cai um pouco também o São Paulo e o Palmeiras que vão fazer um jogo a menos fora de casa. Esta pequena vantagem de fazer um jogo a mais perto da sua torcida (SP terá 5 times ano que vem, teria 6 se o Corinthians não tivesse sido rebaixado) é significativa.

aliás, há de se notar que o Corinthians de 1977 e da democracia ha muito tempo deu lugar a um Corinthians de parcerias escusas e títulos muito mal explicados como o brasileiro de 2005. Mas os deuses da bola são implacáveis como um centroavante raivoso e lá estava o Inter no caminho de vocês de novo bem no último de derradeiro jogo de 2007.

por isso tudo Sr Olivetto, o Corinthians se rebaixa sozinho e o campeonato brasileiro permanece, aliás, melhor do que nunca.

3 comments:

luciano l. basso said...

Fernando, meu Grêmio querido já foi pro inferno da segundona duas vezes... Na primeira voltou com ajuda de um daqueles formulismos de última hora que pautaram as décadas de 80 e 90 no futebol brasileiro e a segunda praticamente o mundo inteiro ficou sabendo, a épica Batalha dos Aflitos, que ganhamos depois de ter sofrido 3 expulsões e dois penaltis contra...

Na primeira vez que voltamos em 1993, vencemos a copa do brasil em 94, a libertadores em 95, o brasileiro em 96 e a copa do brasil novamente em 97...

Da segunda vez que voltamos em 2005, fomos 3o. no brasileiro de 06 e fomos vice da libertadores em 07...

Hoje temos uma das torcidas mais fanáticas do Brasil e sempre digo, o que não mata fortalece... e a segunda só mata quem fica mais de um ano por lá.

Quanto a declaração do W.O. é clássico de um torcedor de um time tão político e corrupto(r) como o "curintia"...

Agora para eu morrer feliz só falta o Flamengo e o inter.

Forte abraço e que o campeonato brasileiro fique rebaixado por muitos anos...

Max said...

mas torcedor é uma besta, mesmo, fala com o coração, não com a cabeça.
eu, por exemplo, já estou me dando uma camisa nova do Flamengo de natal, mesmo sabendo que o time é fraco de dar dó - só porque ele teve um desempenho surpreendente na segunda metade do campeonato.
Mas, enfim, isso também faz com que esse esporte seja tão fascinante...

Kristin said...

Great work.